Pílula contra a calvície

Dr. Fernando Guimarães

(Publicado na edição n° 17 de Sala de Espera)

Em dezembro de 1997 começou a ser comercializada nos EUA a pílula contra a calvície que, em 83% dos casos pesquisados, não somente estancou a queda de cabelos como fez a linha de frente dos cabelos avançar.

A extensão da calvície varia de pessoa para pessoa, mas o processo é quase sempre o mesmo. A calvície é determinada pelo envelhecimento mais rápido do couro cabeludo. O ciclo da renovação dos fios é de mais ou menos quatro anos. Os fios vão se tornando mais finos e fracos. Fatores hereditários associados a ação dos hormônios masculinos podem acelerar o ciclo, levar à morte da raiz e determinar a extinção do pêlo em áreas determinadas.
O hormônio responsável pela atrofia dos bulbos capilares é o DHT, produzido pela ação de uma enzima 5-alfa-redutase sobre a testosterona circulante. Os cientistas do laboratório Merck, Shopp & Dohme pesquisaram um remédio para combater a hipertrofia da próstata.
Nos testes observaram que vários pacientes com problema de calvície relataram o crescimento de cabelo durante o tratamento. Chegou-se a conclusão de que o princípio ativo do medicamento, uma substância chamada Fenasteride, era o responsável pelo crescimento de cabelo.
O crescimento se dá na área frontal e na coroa da cabeça. No momento, o FDA liberou o uso de Fenasteride apenas para homens. A indicação é para casos de calvície leve e moderada. Os estudos clínicos concluíram que após três meses de uso diário a queda de cabelo foi interrompida em 86% dos homens tratados e houve crescimento em 48%.
Os pacientes candidatos a usar Fenasteride devem ser avaliados pelo seu dermatologista para excluir outras causas de queda difusa de cabelo, como doenças infecciosas, uso de medicamentos do tipo quimioterápicos, problemas neurológicos e psiquiátricos e anemias. O tratamento consiste na tomada de uma cápsula diária de custo acessível, em torno de 45 dólares ao mês. Em três meses os efeitos começam a aparecer.

Pílula da Calvície

1. Em 83% dos casos estancou a queda de cabelo e fez a linha de frente dos cabelos avançar
2. Fenasteride: este é o nome da substância
3. O FDA liberou o uso da substância somente em homens
4. Indicado para casos de calvície leve e moderada
5. Após três meses de uso diário, a queda de cabelo foi interrompida em 86% dos casos e houve crescimento de cabelo em 48%.

O Fenasteride é o melhor medicamento desenvolvido para tratamento da calvície, queda de cabelo padrão masculino. Estamos com centenas de pacientes em tratamento e os resultados são bastante animadores.

Tecnologia para a pele - Microdermoabrasão
A microdermoabrasão é um procedimento que permite efetuar uma dermoabrasão controlada na pele, através de microcristais de hidróxido de alumínio. Leia mais

Peeling químico
As peles maltratadas e envelhecidas pelo excesso de exposição aos raios solares têm no peeling químico uma terapêutica indicada na maioria dos casos. A afirmação é do dermatologista gaúcho Fernando Guimarães, que há alguns anos vem fazendo este tipo de tratamento em suas pacientes. Leia mais

Bronzeado seguro. Como obter o seu
O verão está chegando. Período de praia, rostos e corpos bronzeados.
Leia mais

Câncer da pele: você pode evitar!
Com a finalidade de esclarecer, prevenir e tratar o câncer de pele, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD/RS), lançou a campanha Câncer da pele: você pode evitar! Leia mais

Cuidados Pós-Veraneio
Após o contato direto com a natureza, a areia, a grama, o sol, que têm um efeito benéfico do ponto de vista psicológico, é importante e recomendável uma inspeção dermatológica. Leia mais

 
Rua dos Andradas, 1755 - Conjunto 53 - Centro - Porto Alegre RS
© Direitos Reservados à Clínica Dr. Fernando Guimarães